Quem foi Calebe? – História, Características, Genealogia, Esposa, Filhos e Geração.

Introdução

Calebe foi um israelita, líder da tribo de Judá, (Nm 13.2,6Nm 13.2,6) nos tempos em que o povo de Israel peregrinou no deserto em busca da terra prometida. O povo havia sido liberto do Egito pela ação poderosa de Deus. Agora, peregrinava no deserto sob a liderança de Moisés em direção à promessa do Senhor. Calebe fazia parte desta geração e teve papel importante como companheiro de Josué que foi sucessor de Moisés nessa jornada.

Espiando a Terra Prometida – parte 1.

Calebe é apresentado na Bíblia pela primeira vez em Nm 13.6Nm 13.6. Nesse momento, Deus diz a Moisés para separar um líder de cada tribo de Israel para espiarem e conhecerem a terra que ele havia prometido (Nm 13.1-2Nm 13.1-2). Portanto, 12 homens são escolhidos para espiarem a terra. Dentre eles, dois nomes se destacam Calebe da tribo de Judá, e Oséias da tribo de Efraim. Oséias, logo depois recebe o nome de Josué (Nm 13.16Nm 13.16). Calebe tinha 40 anos quando foi escolhido como espião (Js 14.6,7Js 14.6,7).

Após escolherem os espias, eles receberam essas orientações de Moisés (Nm 13.18-20Nm 13.18-20):

  • Eles deveriam observar se o povo que já habitava naquela terra era forte ou numeroso;
  • se habitavam em boa terra, se as cidades eram fortificadas ou não tinham muros;
  • deviam observar se a terra era fértil, se havia florestas ou não.

Calebe estava nessa missão e deveria relatar tudo que visse com fidelidade. A missão durou 40 dias (Nm 13.25Nm 13.25) A terra era maravilhosa, com frutos lindos. O relato dos espias dizia que, de fato, a terra manava leite e mel, ou seja, era abundante em maravilhas (Nm 13.27Nm 13.27). Mas…

Espiando a Terra Prometida – parte 2.

Embora os espias trouxessem notícias maravilhosas sobre a terra prometida, havia um problema. A terra estava habitada por diversos povos (Nm 13.28-29Nm 13.28-29). Esses povos eram fortes e suas cidades fortificadas. Diante disso, os espias ficaram com medo e aterrorizados. Ainda mais, eles espalharam as notícias ruins por todo o povo para o desanimar (Nm 13.31-33Nm 13.31-33). Contudo, um dos espias ergueu sua voz para dizer:

“Subamos e tomemos posse da terra. É certo que venceremos”

Números 13:30Números 13:30

Calebe foi corajoso para animar o povo e afirmar a vitória certa, mesmo contra inimigos mais poderosos. Pois, ele confiava em Deus que havia feito a promessa e a cumpriria. Ele foi corajoso para enfrentar os companheiros do seu próprio povo que não tinham fé em Deus.

Calebe – Companheiro de Josué.

Após ouvir os relatos dos espias, todo o povo de Israel começou a chorar, lamentar e reclamar. Queixaram-se contra Moisés, dizendo que preferiam ter morrido no Egito, ou no deserto. Ainda mais, cogitaram até mesmo voltar para o Egito, na terra onde foram escravos (Nm 14.1-4Nm 14.1-4). Seu medo os impedia de crer em Deus. Era um povo rebelde e murmurador.

Contudo, dentre todo o povo, dois homens rasgaram suas vestes e ergueram sua voz. Calebe e Josué se levantaram no meio do povo e disseram:

A terra que percorremos em missão de reconhecimento é excelente.
Se o Senhor se agradar de nós, ele nos fará entrar nessa terra, onde manam leite e mel, e a dará a nós.
Somente não sejam rebeldes contra o Senhor. E não tenham medo do povo da terra, porque nós os devoraremos como se fossem pão. A proteção deles se foi, mas o Senhor está conosco. Não tenham medo deles”

Números 14:7-9Números 14:7-9

Todavia, o povo não queria ouvir a voz deles. Não quiseram confiar em Deus e enfrentar os inimigos. Ao invés disso, queriam apedrejar Calebe e Josué (Nm 14.10Nm 14.10).

Veja mais sobre Josué.

O pecado do povo.

Quando os israelitas se rebelavam contra Moisés, Josué e Calebe. Deus se manifestou diante do povo (Nm 14.10-11Nm 14.10-11). O pecado de Israel era: não crer em Deus, apesar de todo os sinais que ele já tinha realizado. Embora, Deus já os tivesse libertado do Egito de maneira miraculosa, cuidasse deles diariamente no deserto, Israel recusava-se a confiar em Deus de todo seu coração. O povo sempre procurava motivos para reclamar e desculpas para voltar para o Egito.

Sendo assim, a consequência dos pecados do povo foi peregrinar no deserto por 40 anos. E nenhum dos que viram a glória de Deus no deserto poderia entrar na terra prometida. Pois, apesar de tudo que Deus havia feito, ainda assim desconfiaram, desobedeceram e colocaram o Senhor à prova (Nm 14.22-23Nm 14.22-23). Exceto, Josué, Calebe e os que tinham menos de 20 anos (Nm 14.29-30Nm 14.29-30).

Calebe – Exemplo para o povo.

A razão para Calebe não receber o  mesmo castigo era sua integridade e fidelidade a Deus (Nm 14.24Nm 14.24). Por essa razão, ele seria abençoado e seus descentes também. Dentre um povo que constantemente se afastava de Deus, Calebe era um exemplo do que se deve fazer. Ele ainda é um exemplo para nós. Exemplo de coragem, fé e obediência ao Senhor, mesmo em meio a situações adversas, mesmo quando querem nos fazer mal por confiarmos em Deus.

Muito tempo após o acontecimento dos espias, os nomes de Josué e Calebe ainda eram citados como exemplos diante do povo, pois, foram os únicos que confiaram em Deus em meio à rebelião de Israel (Nm 26.65Nm 26.65; Nm 32.11-12Nm 32.11-12; Dt 1.36Dt 1.36). Deus não esquece daqueles que lhe são fiéis e não esquece de suas promessas.

A Entrada na Terra Prometida.

Ao começarem as orientações para divisão da Terra Prometida, Calebe é citado novamente como líder da tribo de Judá (Nm 34.19Nm 34.19). Ele e Josué são os únicos adultos da antiga geração que poderão ver a terra prometida, conforme Deus dissera. Nesse tempo, Calebe tinha 85 anos de idade (Js 14.10Js 14.10).

Ao entrarem na terra prometida, ainda precisaram travar diversas batalhas contra os inimigos antes de tomar posse da terra. Calebe era um dos guerreiros, mesmo avançado em idade. Ele estava plenamente convicto que aquilo que Deus prometeu se cumpriria(Js 14.9Js 14.9). Mesmo com 85 anos, sabia ter a mesma força e vigor que tinha com 40 anos (Js 14.10-11Js 14.10-11). Pois o Senhor estava com ele.

Os inimigos que haviam amedrontado Israel 40 anos antes ainda habitavam a terra, as dificuldades e problemas permaneciam. Mas, dessa vez, o povo não era o mesmo. Calebe liderou a tribo de Judá para a conquista de sua herança (Nm 14.12-13Nm 14.12-13). Mesmo diante das dificuldades, a certeza de Calebe era “se o Senhor estiver comigo, eu os expulsarei de lá, como ele prometeu” (Js 14:12Js 14:12). E assim aconteceu, o povo liderado por Calebe conquistou o monte Hebrom. E essa foi a herança de seus descendentes (Js 14.14Js 14.14).

Genealogia, Esposa, Filhos e Geração.

O pai de Calebe foi Jefoné, o quenezeu. Isso mostra que o pai de Calebe não era israelita. Quenezeu significa “descendente de Quenaz”. Quenaz é também o nome do irmão de Calebe (Js 15.17Js 15.17). Não há mais informações sobre o pai de Calebe. Entende-se que sua mãe tenha sido israelita, da tribo de Judá, mas não se sabe seu nome.

Sua filha se chamava Acsa, e se casou com Otoniel, sobrinho de Calebe (Js.15.16-17).

Otoniel se tornou juiz em Israel posteriormente (Jz 3.9-11Jz 3.9-11).

Não há relatos sobre o nome da esposa de Calebe ou de outros filhos.

Veja mais sobre a esposa de Josué.

Conclusão.

Calebe é um exemplo de dedicação ao Senhor, com coragem e fidelidade. Repete-se constantemente que ele serviu ao Senhor com integridade e de todo o coração. Assim devemos nós também buscar e servir a Deus, com fé, coragem, integridade e de todo o coração. Dessa forma, certamente honraremos a Deus e receberemos as bênçãos que ele promete.

Leave A Reply

Your email address will not be published.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More