O que é Culto no Lar? Como fazer um culto doméstico?

O culto no lar, ou culto doméstico, é um momento de culto em casa. Esses momentos são mais informais e possibilitam maior participação das pessoas presentes. Algumas igrejas estimulam seus membros a ter cultos no lar. É importante dizer que não é bom que o culto no lar substitua o culto com toda a igreja. Pois, ele serve como um momento a mais de estudo e desenvolvimento cristão.

Culto no Lar no Antigo Testamento

O templo judaico, nos templos bíblicos, concentrava grande parte das ações religiosas de Israel. No entanto, a Bíblia também mostra a importância do lar como espaço para aprender e desenvolver mais a fé.

Exemplo da Páscoa. Durante a ceia de páscoa, a família deveria se reunir e cear junta. Em Ex 13.14-15, Ex 13.14-15, vemos que o pai deveria esperar que seu filho perguntasse o motivo da ceia. Então, explicaria tudo que Deus tinha feito pelo povo de Israel desde o Egito. O espaço da ceia é o lar! Ali a família se reúne para adorar a Deus e os pais ensinam seus filhos a respeito de tudo que Deus fez.

Outro exemplo do Antigo Testamento está em Dt 6.20-25Dt 6.20-25. Novamente, os pais são responsáveis de ensinar aos filhos a respeito da lei do Senhor e porquê devem obedecer.  Nesses dois exemplos, a família não está no templo, mas no convívio do doméstico.

O culto no lar é uma importante forma dos pais ensinarem seus filhos a amarem o Senhor e terem um relacionamento verdadeiro com Ele. Isso fica evidente em:

Ensine-as com persistência a seus filhos. Converse sobre elas quando estiver sentado em casa, quando estiver andando pelo caminho, quando se deitar e quando se levantar.

Deuteronômio 6:7Deuteronômio 6:7 (grifo nosso)

Culto no Lar no Novo Testamento

O Novo Testamento também demonstra a importância do culto no lar. Não apenas como algo familiar, mas também para ensinar outras pessoas a respeito de Cristo. Veja o Lc 10.38-42, Lc 10.38-42, Jesus é recebido na casa de Marta e Maria. Ali ele ensina o evangelho e tem um momento especial com aquela família. Em outros momentos, vemos Jesus visitando casas de outras pessoas e levando o evangelho (Lc 7.36-37Lc 7.36-37; Lc 19.5-9Lc 19.5-9). Fica claro que não são momentos formais de culto, todavia, mostra-nos que o ambiente doméstico é um lugar importante para pregarmos o evangelho.

Em Atos vemos que as primeiras igrejas, em especial as gentílicas, começam nas casas de diferentes pessoas. As casas passam a receber as reuniões dos primeiros discípulos de Cristo que estão se convertendo. O templo pouco a pouco vai perdendo a importância. Ao mesmo tempo, os cultos vão se realizando nos lares. Um dos exemplos é Lídia (At 16.15At 16.15) que recebe os missionários em sua casa, e posteriormente sua casa serve como local de reunião da igreja de Filipos.

Portante, o ambiente doméstico é importante tanto no Antigo quanto no Novo Testamento. São ambientes onde o evangelho deve ser ensinado e experimentado.

Vantagens e desvantagens do Culto Doméstico

O lar proporciona um ambiente mais aconchegante e de intimidade. Um culto no lar geralmente tem menos pessoas que o culto no templo. Sendo assim, todos têm mais oportunidade para falar e perguntar. O ensino fica mais direcionado e aplicável aos que estão ali. Esse tipo de reunião é mais rápida e evita ser cansativa. Hoje em dia, muitas pessoas tem receio de ir até um templo religioso, dessa forma, o culto no lar pode ser uma boa porta de entrada para aqueles que não conhecem Jesus e tem preconceito.

O culto doméstico pode ser um momento só da família, ou um culto com pessoas mais próximas. Ele não exige uma estrutura fixa, mas pode ser flexível levando em conta os participantes. Entretanto, é de máxima importância que seja um momento para estudar a Bíblia, orar uns pelos outros e adorar a Deus. Não se deve transformar o culto doméstico em um momento de bate papo, ou simples encontro de amigos. O foco deve ser Deus! Evite distrações. Busque a simplicidade.

Como fazer um culto doméstico?

Não há um modelo fixo que seja melhor que todos os outros. O culto doméstico deve ser ajustado ao tempo disponível, pessoas participantes e suas idades, local onde ocorrerá e etc. No entanto, nós podemos dar algumas dicas de como estruturar de uma forma eficaz.

Modelo 1:

  • Tempo estimado: 1 hora.
  • Boas vindas: cumprimente os presentes, caso haja alguém novo apresente-se e pergunte o nome da pessoa.
  • Oração: há diferentes motivos de oração possíveis, orações de louvor, oração de intercessão, oração de perdão. Pergunte se os presentes tem motivos de oração e depois ore ou escolha alguém para orar pelos motivos.
  • Louvor: caso queria cante uma ou duas músicas.
  • Estudo bíblico: separe ao menos meia hora para estudarem um texto bíblico. Escolha o texto com antecedência e se prepare. Permita que as pessoas façam perguntas, deem suas opiniões e contribuições. Mas, não deixe que a conversa desvie do foco do texto.
  • Ore para terminar.
  • Lanche: é sempre bom ter alguma coisinha para comer, o momento de lanche serve para aprofundar a comunhão entre os presentes.

Modelo 2:

  • Tempo estimado: 30 minutos.
  • Não use músicas.
  • Oração: pergunte se há motivos de oração e faça uma oração por eles.
  • Estudo bíblico: leia o texto e procure ser breve no que fala. Tente trazer lições práticas do texto.
  • Ore novamente.
  • Esse modelo pode ser mais benéfico para famílias que tem pouco tempo juntas e querem se reunir ao menos uma vez na semana. Você pode fazê-lo durante o café da manhã, ou à noite. Pode também ser usado no ambiente de trabalho ou faculdade.

Esses modelos são apenas ideias que você pode usar. O essencial é que vocês orem juntos e estudem a Bíblia. Você pode usar livros para ajudar no estudo bíblico e segui-lo durante algumas semanas. O culto no lar pode ser somente para sua família ou também para pessoas da igreja e convidados. Não tenha um grupo muito grande de pessoas nesse momento. Procure ter por volta de 12 participantes, no máximo. Se houve mais do que isso, faça dois grupos. Você também pode usar como tema para o estudo bíblico o sermão que ouviu domingo no culto. Assim, vocês podem relembrar o que foi falado e conversarem sobre o que aprenderam ou se tem dúvidas.

Conclusão

O culto no lar é muito benéfico e abençoador. Você deve praticá-lo com sua família e também com irmãos da igreja e amigos. Ore para que o Espírito Santo os conduza e auxilie nesse momento.

Leave A Reply

Your email address will not be published.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More