Categorias
Lazer Pecado Vida Cristã

Dançar é Pecado? De olho na bíblia!

Conforme a Bíblia, a dança não é pecado, também não por essência errada ou imprópria para o cristão. A dança pode ser uma expressão de alegria e arte. Além disso, a coreografia pode ter uma mensagem instrutiva e edificante.

Contudo, algumas danças são pecaminosas, pois, carregam em si valores contrários à verdade bíblica. Portanto, ao discutir se dançar é pecado, o cristão deve avaliar qual é o sentido da dança e se ela é sadia ou indecente à luz dos princípios cristãos.

Desse modo, vejamos a seguir alguns casos e procuremos avaliá-los à luz da Bíblia.

É pecado dançar?

Nem sempre é pecado dançar. Como dissemos, a dança tem significado. Desse modo, pode ser algo belo com uma expressão de arte ou algo torpe e indecente. Cabe ao cristão avaliar cada situação e cada dança para entender se há alguma virtude em determinada prática.

Peguemos como exemplo o funk brasileiro. Muitas das letras são extremamente chulas, denegrindo a dignidade feminina, a sexualidade e incitando coisas vergonhosas. De semelhante modo, a dança do funk retrata a mensagem da música. É uma dança sensualizada ao extremo, se colocam em evidência partes íntimas do corpo feminino, as moças usam roupas minúsculas, sua coreografia simula explicitamente movimentos de relação sexual.

Quando avaliamos o funk à luz de Efésios 5. 3-4, entendemos que a obscenidade e a imoralidade presentes nessa dança o tornam pecaminosa. Nesse caso, é pecado dançar funk, pois expressa em sua forma e mensagem coisas contrárias às virtudes bíblicas.

Por outro lado, peguemos como exemplo o tango. Carregado de drama, paixão, melancolia e sexualidade, o tango não é vulgar. É uma dança que expressa arte e beleza. Mesmo que tenha sexualidade, não se torna pecaminosa, pois não é indecente. O tango não é visto como pecado. Outro exemplo é a valsa, que também não é considerada pecaminosa. Ou seja, é necessário conhecermos os princípios bíblicos que nos orientam a reconhecer o que é bom ou ruim.

Portanto, alguns conselhos de Paulo nos ajudarão a desenvolver nossa sabedoria:

Finalmente, irmãos, tudo o que for verdadeiro, tudo o que for nobre, tudo o que for correto, tudo o que for puro, tudo o que for amável, tudo o que for de boa fama, se houver algo de excelente ou digno de louvor, pensem nessas coisas.
Filipenses 4:8

Se a dança se enquadra nesses critérios, ela será benéfica e não será pecado. Conhecer e praticar a Bíblia é o melhor caminho para não pecar.

A dança na Bíblia

Um dos casos mais famosos é a dança de Davi. (2Sm 6.14-15) Nesse trecho está relatado que Davi dançou de alegria, diante de todo o povo, pois, a Arca da Aliança fora trazida de volta à Jerusalém. Essa era sua expressão máxima de alegria por estar diante da arca mais uma vez. Isso demonstra o seu amor por Deus!

Em outros momentos, temos registros de danças em celebração a vitórias em batalhas. Na cultura do Antigo Oriente as danças eram usadas como manifestação popular pelas vitórias militares, e comumente as mulheres as lideravam. Como exemplo temos a dança de Miriã (Ex 15:20,21), a filha de Jefté (Juízes 11:34), as mulheres de Judá (1Sm 18:6,7). Além disso, há relatos em que o povo saia em passeata, dançando em roda para festejar (Jz 21:21,23).

Ademais, vemos a dança sendo usada pelo Antigo Testamento como sinônimo de alegria (Ec 3.4; Lm 5.15-16); é a expressão visível da alegria por uma ação salvadora de Deus (Jr 31.13; Sl 30.11-12). De maneira especial, ela faz parte da festa do povo diante do Senhor (Sl 150.4-6).

Contudo, há o mal uso da dança na Bíblia também, como no caso de Herodias que usou a dança para seduzir Herodes. (Mc 6.22-24) Além desse caso, temos também a dança como meio de idolatria em Ex 32.19.

O que a bíblia diz sobre dançar na igreja?

A dança na igreja ou durante o culto não é mencionada na Bíblia. Vemos alguns casos de pessoas dançando e celebrando, mas não em um culto. Contudo, há igrejas atualmente que fazem danças litúrgicas, danças proféticas, entre outros tipos de dança no culto. Não há base bíblica para tais práticas. A Bíblia nos ensina que os elementos para o culto solene devem ser:

  • a oração,
  • cantar louvores,
  • a ação de graças,
  • a leitura e pregação da Palavra,
  • as contribuições voluntárias de seu povo,
  • o batismo e a Ceia (quando houver).

Não devemos inventar maneiras de cultuar a Deus, indo além do que ele estabelece em sua Palavra. No entanto, veja que a Bíblia não estabelece ritmos musicais, não nos dá orações pré-moldadas e nem mesmo uma ordem litúrgica específica a ser seguida. Mas, ela nos dá os princípios e os elementos do culto que agradam a Deus e que ele aceita. [fonte] Rev. Augustus Nicodemus – Artigo “Davi dançou, eu também quero dançar”. Disponível em: https://ipb.org.br/informativo/davi-dancou-eu-tambem-quero-dancar-3921 [/fonte]

Portanto, a dança litúrgica ou profética extrapola aquilo que Deus estabelece como prática para o culto. Ele designou o que deveria ser feito, e nos deu liberdade de participar de maneira espontânea dentro daquilo que ele planejou, não indo além.

Versículos bíblicos sobre dança

Temos uma lista especial com versículos bíblicos sobre dança: Versículos de Dança

É pecado dançar zumba?

Algumas pessoas se perguntam “sou evangélica posso dançar zumba?”.  Em uma breve reflexão sobre o tema, podemos chegar às seguintes conclusões:

Ao procurar o significado de Zumba encontramos isso “A zumba é uma dança aeróbica que tonifica os músculos e queima calorias. Ela promove a boa forma de uma maneira divertida e é bem completa”. Então, a Zumba visa proporcionar momentos de exercícios que estimulam a saúde e bem estar. Até aqui, não há nenhum problema bíblico relacionado à sua prática.

Contudo, para a prática de zumba são usadas diferentes músicas que ditam o ritmo e a coreografia. Nesse ponto, o cristão deve estar atento, pois, embora dançar zumba não seja pecado, pode ser que as músicas utilizadas sejam constrangedoras para um discípulo de Jesus. Dizemos isso, especialmente, em relação a músicas que têm letras pesadas que denigrem a imagem da mulher e tem conteúdo explícito de sexualidade. Em ambientes assim, um cristão provavelmente não se sentira à vontade.

Desse modo, pratique zumba e encontre um grupo saudável, com músicas decentes que proporcionem um momento de exercício agradável e alegre.

É pecado dançar quadrilha?

A dança de quadrilha faz parte do folclore brasileiro. Ela é inocente e simples em seus gestos e músicas. Celebra um pouco da cultura do nordeste e do sertão brasileiro.

Contudo, há o problema de se dançar a quadrilha em homenagem a santos, como Santo Antônio, por exemplo. Desse modo, a dança pode ser um meio de adorá-lo. Nesse caso, dançar quadrilha não seria indicado para cristãos.

Jesus dançou?

Não sabemos. A Bíblia não diz. Portanto, provavelmente não é algo que seja fundamental sabermos a respeito dele.

Conclusão

Quando refletimos sobre danças, devemos levar em consideração o que é bom diante de Deus. Nossos momentos de lazer devem refletir o caráter de Cristo. Sendo assim, o que for nobre, correto, puro, amável e de boa fama, é permitido. No entanto, se uma dança fere esses valores bíblicos, devemos evitá-la.

Portanto, uma maneira muito simples de avaliar uma dança, é imaginar se o Jesus bíblico participaria dela  com você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *