Por que Deus criou o homem?

No ínicio, Deus criou os céus e a terra e tudo que neles há. Deus criou o mundo para seu próprio louvor. Para sua própria glória. 1 PIPER, John. disponível em: LINK > acesso em 25 de outubro de 2018.

Nesse mesmo propósito, Ele decidiu criar a humanidade, à sua imagem e semelhança:

“Criou Deus o homem a sua imagem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou. Deus os abençoou, e lhes disse: ‘Sejam férteis e multipliquem-se! Encham e subjuguem a terra! Dominem sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu e sobre todos os animais que se movem pela terra’” (Gênesis 1:27-28Gênesis 1:27-28).

Após criar as plantas e animais na terra, Deus consumou o auge de sua criação ao fazer o homem. Ele não o criou porque lhe faltasse alguma coisa ou precisasse de algo. Deus não estava sozinho, nem precisava de alguém ou de algo para lhe trazer louvor ou dar-lhe glória, mas ele ainda escolheu criar-nos e nós devemos dar-lhe glória. 2 Grudem, Wayne. Bases da fé cristã: 20 fundamentos que todo cristão precisa entender (Locais do Kindle 792-800). Thomas Nelson Brasil. Edição do Kindle.  

Deus nos criou com um propósito?

Em Isaías 43:7,Isaías 43:7, Deus diz: “[…] a quem criei para a minha glória, a quem formei e fiz”. Esse fato deve esclarecer o significado da nossa vida. Porém, se não entendermos sua importância, ele pode soar como vazio e sem sentido. Dar glória a Deus significa dar-lhe grande honra e louvor, e podemos fazer isso de várias maneiras.

Por termos sido criados para a glória de Deus, nosso propósito máximo na vida deveria ser viver para sua glória. Pois, glorificar a Deus

  • concederá à nossa vida propósito e significado;
  • dará à vida a alegria pela qual todos ansiamos.

Nossa vida foi criada para termos um relacionamento profundo com Deus, através do qual encontraremos sentido, propósito e realização somente Nele.

O Catecismo de Westminster diz:

1. Qual é o fim supremo e principal do homem?

Resposta. O fim supremo e principal do homem e glorificar a Deus e gozá-lo para sempre.

Rom. 11:36; 1 Cor. 10:31; Sal. 73:24-26; João 17:22-24João 17:22-24. 3 Catecismo Maior de Westminster. Pergunta 1. Disponível em: LINK 

Esse questão elucida qual é o propósito da humanidade. Ou seja, sua razão de existir é glorificar a Deus e também satisfazer-se, deleitar-se nele para sempre. Deus criou o homem para adorá-lo e alegrar-se em um relacionamento com ele!

John Piper diz que Deus é mais glorificado em nós quando estamos mais satisfeitos nele. A glória dEle brilha na nossa vida quando nossa felicidade está nEle. Deus é a fonte da maior felicidade, Ele é o maior tesouro no mundo. Sua glória é o presente mais agradável que poderia nos dar. Portanto, não há propósito melhor para a vida do homem que glorificá-lo e ser plenamente satisfeito nele com todo prazer e alegria. 4 PIPER, John. 

Como podemos glorificar a Deus?

Uma das maneiras pelas quais podemos glorificar a Deus é deleitando-nos nele. Como Davi diz: “Tu me farás conhecer a vereda da vida, a alegria plena da tua presença, eterno prazer à tua direita” (Salmos 16:11Salmos 16:11). 5 GRUDEM, Wayne.

  • Plenitude de alegria é achada em conhecer a Deus e deleitar-se nele. Quando fazemos isso, damos-lhe a glória que ele deseja e que almejamos dar-lhe. Em meio a tudo isso, vemos Deus se regozijando em nós “com o seu amor” e exultando sobre nós com “brados de alegria” (Sofonias 3:17Sofonias 3:17).
  • Glorificamos a Deus quando obedecemos aos seus mandamentos: “Se vocês me amam, obedecerão aos meus mandamentos.” (João 14:15João 14:15)
  • Glorificamos a Deus quando fazemos boas obras e tornamos seu nome conhecido: “Assim brilhe a luz de vocês diante dos homens, para que vejam as suas boas obras e glorifiquem ao Pai de vocês, que está nos céus”. (Mateus 5:16Mateus 5:16)

Por que Deus criou o homem à sua imagem e semelhança?

A única parte da criação divina feita “à imagem de Deus” foi a humanidade (Gênesis 1:27Gênesis 1:27). Ela foi  planejada para ser semelhante a ele e receber alguns atributos que apenas Ele tem. Logo, quanto mais entendermos sobre Deus, mais entendemos a nós mesmos. Os benefícios dessa semelhança com Deus:

  • somos criaturas morais feitas com um sentido inato do certo e errado — esse é um reflexo do perfeito senso de Deus sobre o certo e o errado.
  • Além disso, não somos meramente criaturas físicas; somos também criaturas espirituais, o que significa que somos um pouco como Deus, que é espírito. Nosso espírito é um reflexo da natureza divina e nos permite uma relação pessoal com ele.
  • Vejamos outro exemplo: nossa capacidade de pensar e processar informações é um reflexo do conhecimento de Deus.
  • E nossa capacidade de nos relacionarmos uns com os outros, bem como nosso desejo de estar em comunidade, é um reflexo da perfeita comunidade de Deus dentro da Trindade. O Pai, o Filho e o Espírito Santo têm sempre estado relacionados perfeitamente um com o outro.6 GRUDEM, Wayne.

A queda!

Embora tenha sido criado à imagem e semelhança de Deus, o homem pecou. O pecado afetou profundamente todas as áreas da vida do ser humano, o afastou de Deus. Assim, o afastou de seu principal propósito e de sua verdadeira fonte de alegria.

Por causa do pecado, a imagem de Deus em nós ficou parcialmente distorcida. Embora a Bíblia seja clara sobre o homem ainda ser “feito à semelhança de Deus” (Tiago 3:9Tiago 3:9), essa semelhança contaminada pelo pecado não se parece com tudo o que se pensa a respeito. Por exemplo, o pecado distorce o julgamento moral, obscurece o pensamento e dificulta o companheirismo com os outros.

Veja mais: Deus ama o pecador?

A boa notícia é que a imagem de Deus está sendo restaurada. Deus redime seus filhos por meio da vida, morte e ressurreição de Jesus, para que sejam “conforme à imagem de seu Filho” (Romanos 8:29Romanos 8:29), que é a “imagem do Deus invisível” (Colossenses 1:15Colossenses 1:15). Paulo diz que os cristãos amados possuem nova natureza, que “está sendo renovada em conhecimento, à imagem do seu Criador” (Colossenses 3:10Colossenses 3:10). Enquanto aqui na Terra, “estamos sendo transformados” à imagem de Cristo, “com glória cada vez maior” (2Coríntios 3:182Coríntios 3:18).

No final dos tempos, todos os filhos de Deus se tornarão como seu Filho Jesus Cristo. Pois, “assim como tivemos a imagem do homem terreno, teremos também a imagem do homem celestial” (1Coríntios 15:491Coríntios 15:49). Cristo “é a imagem de Deus” (2Coríntios 4:42Coríntios 4:4) em sentido perfeito. Em Jesus, vemos a semelhança de Deus como se pretendia, e, por causa dele, seremos transformados para refletir a imagem de Deus como estávamos destinados a ter. 7 Grudem, Wayne. Bases da fé cristã: 20 fundamentos que todo cristão precisa entender. Thomas Nelson Brasil. Edição do Kindle.

Por que Deus criou o homem sabendo que ele ia pecar?

Deus criou a humanidade mesmo sabendo que ela pecaria, pois, em Cristo ele já planejava restaurar todas as coisas. A glória de Deus se revela na criação, na natureza, na humanidade. Mas, a glória de Deus se revela de maneira plena e mais excelsa em Jesus Cristo! Deus criou a humanidade, mesmo sabendo que ela cairia, por causa de Jesus Cristo. Para manifestar sua glória plena em Jesus!

“Deus criou este mundo para o louvor da glória da sua graça revelada supremamente na morte de Jesus. […] Na cruz, Deus sustenta sua glória e provê nosso perdão. Na cruz, Deus vindica seu próprio louvor e assegura nossa felicidade. Na cruz, Deus engrandece seu valor e satisfaz nossa alma. No maior ato da história, Cristo tornou isto realidade para pecadores indignos, que Deus poderia ser mais glorificado em nós por sermos mais satisfeitos nele.” 8 PIPER, John.

Pois dele, por ele e para ele são todas as coisas. A ele seja a glória para sempre! Amém. (Romanos 11:36Romanos 11:36)

Considerações Bibliográficas:

Esse post teve por base o livro de Wayne Grudem: Bases da fé cristã: 20 fundamentos que todo cristão precisa entender. Capítulo 7 “O que é o homem?”. 9 Grudem, Wayne. Bases da fé cristã: 20 fundamentos que todo cristão precisa entender. Thomas Nelson Brasil. Edição do Kindle.

E também tivemos grande contribuição do site Desiring God, com John Piper, disponível em: LINK

 

Leave A Reply

Your email address will not be published.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More