Categorias
Vida Cristã

Ratimbum – O que significa? Origem? É maldição?

Você já se perguntou de onde vem o Rá-tim-bum daquela canção de aniversário? Ou já ficou curioso para saber a origem do nome do Castelo Rá-tim-bum?
Recentemente ergueu-se uma questão a respeito dessa palavra. Pois, surgiram boatos de que ela teria um significado oculto e maligno, como uma espécie de maldição. Dessa forma, quando cantada na música de aniversário, “Rá-tim-bum seria um meio de amaldiçoar alguém”.
Por isso, muitos cristão começaram a se perguntar se isso era verdade e se a palavra tinha algum poder maligno. Portanto, decidimos averiguar esse tema e encontrar a verdade sobre esse dilema.

Significado

Rá-tim-bum é uma onomatopeia!
Onomatopeia é uma palavra que imita um som, seja de algum objeto ou coisas vivas. Um exemplo comum para nós é o uso de “hahaha”, ou “rsrs”, são palavras escritas que imitam o som de risada. Há também o “Tic-Tac” que imita o som do relógio. Ou o “Cocoricó”, que é o som do galo cantando.
Sendo assim, Rá-tim-bum não tem um significado específico ou oculto, mas é uma palavra que representa o som de algo. Muito provavelmente, Rá-tim-bum imite o som de instrumentos musicais de uma fanfarra:

  • Rá = caixa;
  • Tim = pratos;
  • Bum = bumbo.

Portanto, Rá-tim-bum é apenas o som de festa e alegria que encaixa perfeitamente com uma festa de aniversário.

Origem

Algumas teorias dizem que essa palavra é uma onomatopeia, que imita os sons de uma charanga (banda/fanfarra) de circo. Mas há uma história mais elaborada que conta que a origem do Rá-tim-bum teria sido nos corredores da USP, na década de 30.
Naquela época, um rajá (governante) indiano chamado Timbum havia visitado a faculdade de Direito. Logo, os estudantes começarem a fazer brincadeiras com o nome dele. Assim, surgiu um grito de guerra: rajátimbum. Com o passar do tempo, o “já” foi suprimido e o grito virou apenas rá-tim-bum. [fonte]Fontes Eduardo Marchi, ex-diretor da faculdade de Direito da USP, e reportagem“O Brasil que as Arcadas vislumbraram”, de Fabrício Marques na Revista Fapesp.[/fonte]

Rá-tim-bum é uma maldição?

Não! Nenhuma pesquisa séria indica qualquer relação entre essa palavra e algum tipo de ocultismo, ou macumba, ou bruxaria. Também não há fontes que indiquem que é uma palavra vinda do latim ou de qualquer outro idioma.
É apenas uma palavra criada para expressar alegria e festa. Isso fica claro quando procuramos por essa palavra nos dicionários e não a encontramos. Em si, ela não expressa significado, seu objetivo é representar o som de uma fanfarra em festa!
Portanto, em festas cante em alto e bom som “Rá-tim-bum”!!!

Fake news e o cristão

Atualmente, diversas notícias e informações surgem a todo momento em nossos celulares. Algumas são tão bombásticas que sentimos a necessidade de compartilha-las no mesmo momento. Porém, nem tudo que se vê na internet é real.
Sendo assim, um dos grandes problemas que temos é disseminar notícias sem saber se são verdadeiras. Com isso, promovemos muitas vezes o pânico, medo, fofocas, calúnias e etc. Fake News, boatos, fofocas, não devem ser incentivadas e muito menos compartilhadas por cristãos. Jesus diz:

Bem-aventurados os pacificadores, pois serão chamados filhos de Deus.
Mateus 5:9

Desse modo, o cristão deve zelar pela paz e pela verdade, pois essa é uma característica dos filhos de Deus. Não se deixe enganar pelas Fake News. A atitude cristã diante dos boatos deve ser diferenciada.

A Atitude Cristã diante dos Boatos

Portanto, veja como é perigosa a disseminação de boatos! Muitas pessoas ficam em crise, imaginando que lançaram o mal sobre outros por ter cantado Rá-tim-bum em uma canção de aniversário. Mas, veja que esse é apenas um boato! Imagine o estrago que outros tantos fizeram ao longo dos anos. Dessa forma, é essencial que os cristãos não disseminem esses boatos e fofocas. Então, quando receber uma notícia, ou ouvir algo assim, lembre-se:

  • VERIFIQUE SE É VERDADE!
  • Procure fontes confiáveis e pesquise,
  • Não espalhe boatos,
  • Use a sabedoria que vem de Deus,
  • Pense se aquilo é bíblico e edificante,
  • E só passe adiante aquilo que traga algo relevante para o próximo!

Um conselho bíblico

Caso fique em dúvida se deve compartilhar uma informação, procure aplicar a lista acima. Além disso, lembre-se do que a Bíblia ensina:

Fiel é esta palavra, e quero que você afirme categoricamente essas coisas, para que os que crêem em Deus se empenhem na prática de boas obras. Tais coisas são excelentes e úteis aos homens.
Evite, porém, controvérsias tolas, genealogias, discussões e contendas a respeito da lei, porque essas coisas são inúteis e sem valor.

Tito 3:8,9

O texto de Paulo escrito para Tito nos ensina a buscar a Palavra de Deus, pois ela é excelente e útil às pessoas. As palavras dos cristãos devem ser assim: Úteis e excelentes! A palavra do discípulo de Jesus deve ser temperada com sabedoria do céu. Em meio à disseminação de boatos, o cristão deve anunciar a verdade e não se render à tentação de espalhar informações bombásticas.
Veja que Paulo nos aconselha a evitar controvérsias tolas, discussões e contendas. Naquela época, era comum haver disputas e rixas por conta de discussões a respeito da lei. Lemos aqui um princípio subjacente de evitar conversações desse mesmo tipo, ainda que seja a respeito de outros temas além da lei.

Maneje bem a Palavra da Verdade

Em 2 Tm 2.15-16, Paulo também nos aconselha:

Procure apresentar-se a Deus aprovado, como obreiro que não tem do que se envergonhar, que maneja corretamente a palavra da verdade.
Evite as conversas inúteis e profanas, pois os que se dão a isso prosseguem cada vez mais para a impiedade.
2 Timóteo 2:15,16

Veja que, novamente, devemos evitar conversas inúteis e profanas, pois isso conduz a impiedade. Ou seja, nos afasta de Deus e dissemina o pecado. Portanto, o caminho correto é manejar bem a Palavra da Verdade. Em outras palavras, conheça bem a Bíblia e a use no dia a dia.
A Bíblia nos ensina a não mentir. Então, quando ouvir uma notícia, só compartilhe se tiver certeza que é verdadeira.

Conclusão

Rá-tim-bum não é uma maldição oriunda da bruxaria, ou de um idioma antigo. Não há qualquer relato de fonte confiável que confirme essa informação. Portanto, você pode cantar tranquilamente a música de aniversário.
Porém, como cristãos, devemos sempre averiguar as informações antes de compartilhar. Para não sermos enganados e não influenciarmos pessoas com inverdades.
Conforme a Bíblia, devemos zelar pela verdade e pela paz, pois vemos isso no caráter de Jesus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *